Tagged material do tepete

Tapetes: que tipo de material escolher

Os tapetes estão disponíveis nos mais variados materiais e, por isso, escolher os que mais se adequam a nossa casa é um processo mais complicado do que muitos imaginam.

Quem não conhece as características das diferentes fibras, nem as suas vantagens ou desvantagens, pode sentir-se um pouco confuso quando é tempo de comprar o tapete ideal.

A escolha dos materiais deve estar diretamente relacionada com o espaço reservado para o tapete, assim como a função que a peça irá desempenhar. Um tapete persa de seda delicada, por exemplo, não é a melhor escolha para um quarto de crianças ou para um espaço onde há circulação de animais de estimação.

Em locais como cozinha ou banheiros, é mais vantajoso optar por comprar tapetes feitos com materiais de fácil limpeza e que, de preferência, possam ser lavados na máquina.

Para facilitar a sua escolha, conheça as principais características dos diferentes tipos de materiais e quais os que melhor adaptam-se para a sua casa.

Fibras naturais

Tapete feito em lã. Durável, mas pouco prático para ambientes como salas e outros espaços com muito tráfego
Tapete feito em lã. Durável, mas pouco prático para ambientes como salas e outros espaços com muito tráfego

As fibras naturais são provenientes de plantas ou animais. Os mais usados são a lã, o bambu, o sisal, o linho e a juta, entre outros. As peças feitas com este tipo de fibras são, normalmente, bastante duráveis, de elevada qualidade, mas também podem ser um pouco mais dispendiosos.

As fibras naturais podem ser uma boa opção para ambientes com decoração mais rústica. Tapetes feitos de sisal e juta cumprem com excelência este papel. Mas tenha cuidado. Este tipo de material não suporta umidade.

Desta forma, devem ser evitados em locais como banheiros e áreas externas.

Os tapetes de fibras naturais são também uma boa escolha para quem tem propensão para alergias e/ou problemas respiratórios.

Já se a sua necessidade é uma peça resistente, o sua opção pode ser a lã. Esta fibra natural é a que tem maior durabilidade em comparação com outros tipos de fibras, inclusive com as sintéticas.

Se misturada ao algodão, proporciona um toque mais macio e torna-se menos dispendioso. Contudo, você irá perder um pouco da durabilidade do produto. Tapetes mistos de algodão e lã desgastam-se mais rapidamente.

Fibras sintéticas

fibra sintética
Modelo Areia, da coleção Malibu, da Tapetes São Carlos. Ideal para espaços movimentados.

As fibras sintéticas, como o próprio nome sugere, são fabricadas através de processos industrializados. Alguns exemplos de materiais utilizados para fazer tapetes de fibras sintéticas são o nylon, o polipropileno, o acrílico e o poliéster.

São também fibras fortes e resistentes a climas mais extremos, humidade e água. Por isso são a melhor opção para áreas mais movimentadas e que se sujem mais, como cozinhas e espaços de refeições.

Os tapetes de fibras sintéticas, quando bem cuidados, podem durar por muitos anos, mesmo em zonas de maior tráfego. Muitos dos tapetes feitos com materiais sintéticos são também de fácil limpeza e manutenção, podendo em muitos casos ser lavados na máquina.

 

Gostou?
Então vem conferir as peças feitas sob medida para o seu lar doce lar
Compre online: www.hazz.com.br

 

Fonte: Decoração de Apartamentos